Partir da imobilidade para atingir a marca dos 100 km/h no menor tempo possível virou uma obsessão entre as fabricantes de superesportivos. Cada lançamento vem acompanhado de uma intensa campanha de marketing para divulgar se o modelo está entre os mais rápidos (ou se é o mais rápido) do segmento.

No entanto, comparar os números divulgados pelas montadoras não é fácil.

Enquanto algumas empresas inflam seus resultados simplesmente para impressionar, outras vão pelo caminho oposto e divulgam dados inferiores ao real potencial dos carros.

O Veyron sempre está nas primeiras posições das listas de carros mais rápidos do mundo (divulgação/Bugatti)

Além disso, não há como descobrir qual foi a metodologia do teste realizado por cada montadora. É impossível saber se o controle de largada foi utilizado (embora na maioria das vezes a resposta seja sim), nem as condições climáticas do dia (como temperatura, umidade e pressão atmosférica) e tampouco qual foi o equipamento utilizado para realizar a medição.

Por fim, existe a velha polêmica das provas de aceleração de “0 a 60 mi/h (de milhas por hora)”, ou 0 a 96 km/h, se realizarmos uma simples conversão de medidas.

Entretanto, a diferença de 4 km/h representa pouco impacto no tempo total de cada carro – prova disso é que, se convertermos 100 km/h em milhas por hora, o resultado seria uma estranha medição de “0 a 62 mi/h”, ou apenas 2 mi/h a mais do que o tradicional “0-60”.

Relevando estas polêmicas, a revista Auto Express montou um ranking com os carros mais rápidos nas provas de aceleração. Veja abaixo quais são os modelos selecionados, partindo do mais “lento” para o mais rápido.

Audi R8 V10 (0 a 96 km/h em 3,2 segundos)
Lançado por aqui no fim de 2016, o novo R8 V10 Plus tem um motor 5.2 V10 com 610 cv, associado a uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades.

Nova geração do R8 é um carro de corrida autorizado a andar na rua

Nova geração do R8 é um carro de corrida autorizado a andar na rua (João Mantovani/Quatro Rodas)

Ferrari LaFerrari (0 a 96 km/h em 3 segundos)
A primeira Ferrari híbrida da história também é a mais potente: são 963 cv extraídos de um motor 6.3 V12 com 800 cv mais um motor elétrico assistido pelo sistema de recuperação de energia cinética (KERS), de 163 cv.

A primeira Ferrari híbrida da história é uma das mais rápidas também (Divulgação)

Porsche 911 Turbo S (0 a 96 km/h em 2,9 segundos)
A versão mais radical do 911 (sem considerar os modelos GT3 e GT2) é movida por um motor 3.8 com dois turbocompressores e custa mais de R$ 1 milhão no Brasil.

Boatos afirmam que o cupê é um dos vários exemplos de superesportivos que aceleram mais rápido do que o divulgado pela própria marca.

A versão mais potente do lendário 911 não faz feio (divulgação/Porsche)

Lamborghini Huracan Performante (2,9 segundos)
Desenvolvida para uso em pistas, a Huracan Performante não ganhou fama apenas por ser um dos superesportivos mais rápidos do planeta.

Ela também é uma das recordistas de Nürburgring Nordschleife, precisando de apenas 6 minutos e 52 segundos para completar uma volta no mítico circuito alemão.

A Huracan Performante completou uma volta em Nurburgring em apenas 6min52seg (divulgação/Lamborghini)

Ford GT (2,8 segundos)
Além de ser a reencarnação do lendário superesportivo da Ford, o novo GT foi projetado juntamente com o protótipo vencedor da classe GTE Pro das 24 Horas de Le Mans de 2016.

Movido por um motor 3.5 V6 EcoBoost de 656 cv e 76 mkgf de torque máximo, o bólido terá apenas 250 unidades produzidas por ano até 2021. Como as 1.000 primeiras unidades já foram vendidas, os interessados vão ter que esperar deitados.

Ford GT na posição 3x4 de frente

O GT levou para casa o prêmio de Melhor Design de Carro de Produção (Divulgação/Ford)

Caterham Seven 620R (2,8 segundos)
Sâo 314 cv extraídos de um motor 2.0 Supercharged para mover apenas 572 quilos. Assim fica fácil entender porque a Caterham faz alguns dos carros mais divertidos do mundo.

Pesando menos de 600 kg, o Caterham Seven 620R é um brinquedão (divulgação/Internet)

Koenigsegg Regera (2,8 segundos)
O Regera é feito de superlativos: são 1.500 cv, 20,2, 204 mkgf de torque máximo e velocidade máxima de 402 km/h. Diante destes números impressionantes, levar 2,8 segundos para ir de 0 a 96 km/h nem parece tão incrível assim. Mas é.

Koenigsegg Regera

O Regera tem 1.500 cv e chega aos 402 km/h (divulgação/Koenigsegg)

Tesla Model S P90D (2,8 segundos no modo “Ludicrous”)
Ninguém imaginaria ver um sedã figurando entre os carros mais rápidos na aceleração de 0 a 96 km/h. Mas o Tesla Model S não é um sedã comum, principalmente se o modo Ludicrous estiver ativado.

Aí é diversão garantida. Desde que haja uma tomada perto para recarregar as baterias, é claro.

 

Fonte : http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/descubra-quais-sao-os-carros-mais-rapidos-na-aceleracao-de-0-a-100-kmh/